.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. O Cão

. Calendários 2010

. Os dez mandamentos das cr...

. Multiplicar Com Os Dedos

. Pinóquio para verificar

. Máscaras

. O que é a dislexia?

. Grupo Nominal e Grupo Veb...

. Sílaba e divisão silábica

. Ditongos e Dígrafos

.Baú

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

. Junho 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. adivinhas

. ambiente

. anedotas

. animais

. aniversários

. anjinhos

. aprende

. cao

. carnaval

. conselhos úteis

. contos tradicionais

. culinária

. dia da mãe

. dias comemorativos

. direitos...

. estações do ano

. família

. familia

. faz tu

. gramática

. história de portugal

. histórias

. ideias

. imprime

. jogos

. jogos tradicionais

. lengalengas

. máscaras

. miminhos

. monumentos

. natal

. o que faz...

. para colorir

. parabéns

. páscoa

. passatempos

. pinta

. provérbios

. reciclagem

. sabia que...

. sabias que...

. santos populares

. saúde

. todas as tags

Obrigada por sua visita! Você já esteve aqui

Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

O Sal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um rei tinha três filhas. Um dia perguntou a cada uma delas qual era a mais sua amiga. A mais velha respondeu:
– Quero mais a meu pai do que à luz do Sol.
Respondeu a do meio:
– Gosto mais de meu pai do que de mim mesma.
A mais nova respondeu:
– Quero-lhe tanto como a comida quer o sal.

O rei entendeu com isto que a filha mais nova não o amava tanto como as outras, e pô-la fora do palácio. Ela foi muito triste por esse mundo fora, até que chegou ao palácio de um rei vizinho, e aí se ofereceu para ser cozinheira. Um dia veio à mesa um bolo muito bem feito, e o rei ao parti-lo encontrou lá dentro um anel muito pequeno e de grande valor. Perguntou então a todas as damas da corte de quem seria aquele anel. Ninguém sabia, mas todas quiseram ver se o anel lhes servia. Assim, o anel foi passando de dama em dama até que chegou a vez da cozinheira, e só a ela é que o anel servia. Ao ver isto, o príncipe ficou logo apaixonado por ela, pensando com os seus botões que com certeza a menina era de família nobre.

Começou então a espreitá-la e descobriu que a cozinheira era afinal uma princesa. O rei deu então licença ao filho para casar com ela, e a menina disse que casaria apenas se fosse autorizada a cozinhar pela sua mão o jantar do dia da boda. Para as festas de noivado convidou-se o rei que tinha três filhas, e que pusera fora de casa a mais nova. A princesa cozinhou o jantar, mas nos manjares que haviam de ser postos ao rei seu pai não pôs sal de propósito. Todos comiam com vontade, mas só o rei convidado é que não comia. Por fim perguntou-lhe o dono da casa, porque é que o rei não comia. Respondeu ele, não sabendo que assistia ao casamento da filha:
– É porque a comida não tem sal.
O pai do noivo fingiu-se zangado, e mandou que a cozinheira viesse ali dizer porque é que não tinha posto sal na comida. Veio então a menina vestida de princesa e assim que o pai a viu conheceu-a logo. Confessou ali a sua culpa, por não ter percebido quanto era amado pela sua filha, que depois de tanto sofrer nunca se queixara da injustiça de seu pai. 


 

 

 

 

 

 

 

 

Cris às 00:01
| comentar | favorito
1 comentário:
De cindamoledo a 31 de Maio de 2007 às 15:37
gostei beijas cinda

Comentar post

.links